(31) 3224-2434
(31) 3224-0017
 Área do Usuário Entre ou cadastre-se
Notícia
            Notícias             Notícias             Pastoral do Povo de Rua recebe doações de 2 mil cobertores e de 3 mil máscaras
Pastoral do Povo de Rua recebe doações de 2 mil cobertores e de 3 mil máscaras 02 de Junho de 2021 Pastorais
A a     

Por meio da iniciativa “O Inverno Não É Tão Frio Quando Existe Solidariedade” realizada pelo Núcleo de Voluntariado do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), a Pastoral do Povo de Rua recebeu a doação de dois mil cobertores para distribuição em 25 entidades, da capital mineira, que dão assistência a pessoas em situação de vulnerabilidade social. A entrega das doações ocorreu na Serraria Souza Pinto, no dia 28 de maio, onde funciona a frente humanitária Canto da Rua Emergencial.

Também foram doados outros 300 cobertores, pelo Sindicato dos Oficiais de Justiça de Minas Gerais (Sindojus), e 3 mil máscaras confeccionadas pelos recuperandos das Associações de Proteção e Assistência aos Condenados (Apacs) de Itabirito, Sete Lagoas e Passos.

Quem recebeu as doações foi a Irmã Cristina Bove, membro da coordenação colegiada da Pastoral do Povo de Rua do Regional Leste 2 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Ela expressou sua gratidão pela iniciativa. “Em nome da população de rua, quero agradecer especialmente ao presidente e a desembargadora do TJMG, Gilson Lemes e Maria Luiza de Marilac, e também ao diretor-geral do Sindojus, Eduardo Rocha, pelo apoio ao Canto da Rua Emergencial e por esse olhar novo e diferenciado, que busca diminuir o sofrimento dos que vivem em situação de rua”, afirmou.

A Irmã Cristina observou que, no inverno, a fragilidade aumenta e a vulnerabilidade se agrava. “O frio provoca doenças. Por isso, esse cuidado é muito importante. Esses cobertores simbolizam proteção. Essa é uma frente humanitária que se promoveu com o apoio de muitos interlocutores”, acrescentou.

Veja as fotos da entrega

 

Canto da Rua Emergencial

Projeto criado pela Pastoral do Povo de Rua da Arquidiocese de Belo Horizonte (MG) e apoio de órgãos públicos, com funcionamento nas instalações da Serraria Souza Pinto. No local são oferecidos acolhida, serviços de higiene pessoal, lavanderia, guarda-volumes, atendimentos com profissionais de saúde, emissão de documentos, distribuição de alimentos e uma área veterinária, destinada aos animais de estimação das pessoas em situação de rua.

Diariamente o projeto atende, aproximadamente, 600 pessoas e desde a sua implantação já foram atendidas mais de 5,4 mil pessoas.

Acesse o Facebook do projeto

 

Assista ao vídeo da reportagem feita pela TV Justiça

 

Com informações da Ascom do TJMG
Fotos: Mirna de Moura/TJMG

Compartilhe esta notícia:
Nome:
E-mail:
E-mail do amigo:
Últimas Notícias
                  
Área do Participante
Esqueceu sua senha? Ainda não tem cadastro? Clique aqui.
Área do Participante
Esqueceu sua senha? Ainda não tem cadastro? Clique aqui.
Esqueceu a senha
Inscreva-se