(31) 3224-2434
(31) 3224-0017
Notícia
            Notícias             Notícias             Covid-19: “a Igreja, como um todo, se entristece com cada morte: de bispos, padres, diáconos e de cada batizado”, afirma dom Joel
Covid-19: “a Igreja, como um todo, se entristece com cada morte: de bispos, padres, diáconos e de cada batizado”, afirma dom Joel 21 de Julho de 2020 CNBB Nacional
A a     

O Brasil continua como o segundo país do mundo com maior número de casos e mortes na pandemia do novo coronavírus, chegando a marca de 2.098.389 infectados, segundo dados do mais recente boletim do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). No total, 79.488 pessoas morreram pela doença.

No episcopado brasileiro, a Covid-19 também tem feito suas primeiras vítimas. Desde o início da pandemia no país, dois bispos já tiveram o óbito confirmado pela doença. O caso mais recente foi o de dom Henrique Soares da Costa, bispo de Palmares (PE), que faleceu na noite do último sábado, 18 de junho, aos 57 anos de idade. Além dele, dom Aldo Pagotto, arcebispo emérito da Paraíba, teve o óbito confirmado pela doença. O bispo faleceu em abril, aos 70 anos de idade.

Dom Joel Portella, secretário-geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), disse que a Igreja, como um todo, se entristece com cada morte: de bispos, padres, diáconos e de cada batizado e batizada. “A morte é sempre cruel, ainda mais quando chega do modo devastador como está acontecendo na pandemia”, disse.

Para ele, junto com a tristeza, vêm, por certo, a esperança e o compromisso. “A esperança é a da feliz ressurreição para dom Henrique Soares e todos que a morte ceifou de junto de nós. Como cristãos, somos anunciadores da Ressurreição e é nessa hora que nossa fé é ainda mais testada”, apontou.

O compromisso, segundo dom Joel, é o de trabalhar para que o enfrentamento da pandemia seja feito com tranquilidade, união de forças, apoio mútuo, solidariedade, resiliência e tudo mais de que necessitamos nesse momento. “Nós devemos isso a todas as vítimas da Covid-19, ao nosso país e às gerações futuras. Deus, que acolheu os mortos pela pandemia, nos fortalece no cuidado de nós mesmos e uns dos outros”, reiterou.

Fé e confiança

Apesar do número de óbitos, o Brasil registrou nesta segunda-feira, 20 de julho, o total de 1.371.229 pessoas curadas do coronavírus. Dessa estatística fazem parte quatro membros do episcopado.

Sabe-se que até o presente momento os bispos que estão curados da doença são: dom Juarez Souza da Silva, bispo de Parnaíba (PI); dom Alberto Taveira Corrêa, arcebispo de Belém (PA), dom Antônio de Assis Ribeiro, bispo auxiliar de Belém (PA), e dom Edson Tasquetto Damian, bispo de São Gabriel da Cachoeira (AM).

Outros quatro estão de repouso e em recuperação, são eles: dom Ailton Menegussi, bispo de Crateús (CE); dom Plínio José da Luz, bispo de Picos (PI); dom Vítor Agnaldo de Menezes, bispo de Propria (SE) e dom Joaquim Wladimir Lopes Dias, bispo de Colatina (ES).

Sacerdotes

Cresce também o número de padres do Brasil acometidos pela Covid-19. O último levantamento realizado pela Comissão Nacional de Presbíteros (CNP), divulgado no dia 29 de maio no portal da CNBB, trouxe a confirmação de 117 infectados e 14 mortes. Um novo está sendo produzido pela Comissão e deverá ser divulgado em breve.

Acesse o documento

Por CNBB Nacional

Compartilhe esta notícia:
Nome:
E-mail:
E-mail do amigo:
Últimas Notícias
                  
Área do Participante
Esqueceu sua senha? Ainda não tem cadastro? Clique aqui.
Área do Participante
Esqueceu sua senha? Ainda não tem cadastro? Clique aqui.
Esqueceu a senha
Inscreva-se