(31) 3224-2434
(31) 3224-0017
 Área do Usuário Entre ou cadastre-se
Artigo
            Publicações             Artigos             Terceiro Domingo da Páscoa
Terceiro Domingo da Páscoa 19 de Abril de 2021 Dom Eurico dos Santos Veloso Artigo dos Bispos “Assim está escrito: ‘O Cristo sofrerá e ressuscitará dos mortos ao terceiro dia, e no seu nome serão anunciados a conversão e o perdão dos pecados a todas as nações, começando por Jerusalém’. Vós sereis testemunhas de tudo isso” (cf. Lc 24,46-48).
Dom Eurico dos Santos Veloso
Dom Eurico dos Santos Veloso Arcebispo Emérito de Juiz de Fora - MG
A a     

Celebramos hoje, o Terceiro Domingo da Páscoa, onde o tema da conversão é retomado através da reflexão sobre o encontro com o Cristo Ressuscitado. Afinal, acreditar e ter fé, verdadeiramente, na Ressurreição de Jesus, exige a nossa conversão perante os nossos pecados, pois ao retirar “as travas” que ofusca os nossos olhos, retiramos quaisquer dúvidas e preocupações que possam estar em nossos corações.

A Primeira Leitura retirada dos Atos dos Apóstolos (At 3,13-15.17.19), Pedro interpela o povo sobre as ações que eles tiverem a Jesus e retrata que os desdobramentos destas ações os fazem refletir a busca pela conversão, acolhendo a proposta de vida que Cristo inaugurou. “Vós rejeitastes o Santo e o Justo e pedistes a libertação para um assassino. Vós matastes o autor da vida, mas Deus o ressuscitou dos mortos, e disso nós somos testemunhas. E agora, meus irmãos, eu sei que vós agistes por ignorância, assim como vossos chefes. Deus, porém, cumpriu desse modo o que havia anunciado pela boca de todos os profetas: que o seu Cristo haveria de sofrer. Arrependei-vos, portanto, e convertei-vos, para que vossos pecados sejam perdoados” (cf. At 3,14-15.17-19)

A Segunda Leitura retirada da Primeira Carta de São João (1Jo 2,1-5), o autor sagrado reafirma que o cristão, após encontrar e aceitar Jesus em sua vida, é primordial que seja coerente com o compromisso que assumiu. Afinal, Jesus Cristo “é a vítima de expiação pelos nossos pecados, e não só pelos nossos, mas também pelos pecados do mundo inteiro. Para saber que o conhecemos, vejamos se guardamos os seus mandamentos. Quem diz: ‘Eu conheço a Deus’, mas não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e a verdade não está nele” (cf. 1Jo 2,2-4).

O Evangelho narrado por São Lucas (Lc 24,35-48), retrata a dificuldade dos discípulos em acreditar que o Jesus Cristo Crucificado é o mesmo Jesus Cristo Ressuscitado. As dúvidas, o espanto, a perturbação e a desconfiança são apontadas como pontos a serem vistos para, também, a conversão, além dos pecados. Pois, a partir do momento que ocorre a libertação dos pecados e a total confiança nos Planos de Deus, é dado a partida para a Missão. E Jesus, ao apresentar e mostrar que realmente está vivo, e não é um fantasma, ele abre a mente dos seus para o entendimento de tudo isto. “Então Jesus abriu a inteligência dos discípulos para entenderem as Escrituras e lhes disse: “Assim está escrito: ‘O Cristo sofrerá e ressuscitará dos mortos ao terceiro dia, e no seu nome serão anunciados a conversão e o perdão dos pecados a todas as nações, começando por Jerusalém’. Vós sereis testemunhas de tudo isso” (cf. Lc 24,45-48).

Portanto, imersos nas Palavras desta Liturgia, busquemos a conversão de nossos pecados visando reconhecer que a Ressurreição de Cristo foi, é e sempre será, para a nossa libertação e dignos para a coparticipação da Coroa Imperecível da Salvação.

Saudações em Cristo Ressuscitado! Aleluia!

Compartilhe este artigo:
Nome:
E-mail:
E-mail do amigo:
Últimas Notícias
                  
Área do Participante
Esqueceu sua senha? Ainda não tem cadastro? Clique aqui.
Área do Participante
Esqueceu sua senha? Ainda não tem cadastro? Clique aqui.
Esqueceu a senha
Inscreva-se