(31) 3224-2434
(31) 3224-0017
 Área do Usuário Entre ou cadastre-se
Artigo
            Publicações             Artigos             Qual é a proposta de Jesus?
Qual é a proposta de Jesus? 20 de Junho de 2022 Dom Eurico dos Santos Veloso Artigo dos Bispos "A pessoa deve desapegar-se até de si mesmo para fazer a vontade do Pai"
Dom Eurico dos Santos Veloso
Dom Eurico dos Santos Veloso Arcebispo Emérito de Juiz de Fora - MG
A a     

Depois de celebrarmos a Solenidade de Corpus Christi, já terminado o tempo da Páscoa, reiniciamos o Tempo Comum, o chamado cotidiano litúrgico. A liturgia deste 12º Domingo do Tempo Comum coloca no centro da nossa reflexão a figura de Jesus: quem é Ele e qual o impacto que a sua proposta de vida tem em nós? A Palavra de Deus que nos é proposta impele-nos a descobrir em Jesus o “messias” de Deus, que realiza a libertação dos homens, por meio do amor e do dom da vida; e convida cada “cristão” à identificação com Cristo, isto é, a “tomar a cruz”, a fazer da própria vida um dom generoso aos outros.

O Evangelho (Lc 9,18-24) confronta-nos com a pergunta de Jesus: “e vós, quem dizeis que Eu sou?” Paralelamente, apresenta o caminho messiânico de Jesus, não como um caminho de glória e de triunfos humanos, mas como um caminho de amor e de cruz. “Conhecer Jesus” é aderir a Ele e segui-Lo nesse caminho de entrega, de doação, de amor total. Jesus é confessado pelos discípulos como o Cristo, o ungido de Deus, apresenta-se como o Messias Servo. Será entregue, morto e ressuscitará. É o Cristo da Cruz, aquele que, vindo de Deus, dá a sua vida por todos. Jesus indica as condições para ser seu discípulo. Além de tomar sobre si a Cruz, apresenta a grande exigência para o discipulado: renunciar a si mesmo. A pessoa deve desapegar-se até de si mesmo para fazer a vontade do Pai. Prisioneiro das próprias vontades, agarrado a desejos vaidosos e a paixões do mundo, ninguém será capaz de seguir o Mestre Jesus. Somente na liberdade total de si e de tudo, é possível segui-lo autenticamente. Jesus promete a quem perder a sua vida por causa dele a salvação da vida. Parece um paradoxo, mas não é. Perder a vida para este mundo significa não seguir as propostas ilusórias de falsa felicidade e sucesso. Salvar a vida, mesmo que seja escandaloso para os corações mundanizados, é abraçar o amor genuíno e verdadeiro, o amor da Cruz. Isso é seguir Jesus, ser feliz e salvo!

A primeira leitura (Zc 12,10-11;13,1) apresenta-nos um misterioso profeta “trespassado”, cuja entrega trouxe conversão e purificação para os seus concidadãos. Revela, pois, que o caminho da entrega não é um caminho de fracasso, mas um caminho que gera vida nova para nós e para os outros. João, o autor do quarto Evangelho, identificará essa misteriosa figura profética com o próprio Cristo. A leitura fala de alguém “ferido de morte”, talvez um profeta ou alguma liderança. Sua morte significou choro e lamento para o povo, mas também, retomada, conversão e volta para Deus. A morte de qualquer inocente torna-se símbolo de sofrimento purificador da vida e questionamento para a comunidade.

A segunda leitura (Gl 3,26-29) reforça a mensagem geral da liturgia deste domingo, insistindo que o cristão deve “revestir-se” de Jesus, renunciar ao egoísmo e ao orgulho e percorrer o caminho do amor e do dom da vida. Esse caminho faz dos crentes uma única família de irmãos, iguais em dignidade e herdeiros da vida em plenitude. São Paulo nos ensina que somos filhos e filhas de Deus pela fé em Jesus Cristo, o qual nos torna todos irmãos e irmãs. Portanto, somos convidados a superar toda discriminação e preconceito. Pela fé e pelo batismo, todos somos um em Cristo!

Qual é a proposta de Jesus? Jesus nos pede gestos concretos, assumindo na prática as suas propostas de renúncia, despojamento, tomar a cruz do dia a dia, com as consequências do discipulado. Jesus de Nazaré é exigente e pede um comprometimento com uma sociedade justa, tolerante, fraterna como ensina o Evangelho.

Compartilhe este artigo:
Nome:
E-mail:
E-mail do amigo:
Últimas Notícias
                  
Área do Participante
Esqueceu sua senha? Ainda não tem cadastro? Clique aqui.
Área do Participante
Esqueceu sua senha? Ainda não tem cadastro? Clique aqui.
Esqueceu a senha
Inscreva-se