(31) 3224-2434
(31) 3224-0017
Artigo
            Publicações             Artigos             Prisão do Senhor
Prisão do Senhor 31 de Março de 2021 Dom Eurico dos Santos Veloso Artigo dos Bispos “Ofereci as costas para baterem e as faces para arrancarem a barba; não desviei o rosto de bofetões e cusparadas” (cf. Is 50,6)
Dom Eurico dos Santos Veloso
Dom Eurico dos Santos Veloso Arcebispo Emérito de Juiz de Fora - MG
A a     

Prova de Amor, maior não há... que doar a Vida pelo Irmão! Tal lema foi um dos alicerces do Plano de Salvação para toda a humanidade. A Entrega total do Filho Unigênito de Deus em expiação dos Pecados do Mundo, de fato, é a concretização do total Amor de Deus pela Sua maior Criação, o homem.

Seguir este caminho de entrega, trouxe a Jesus todos os sentimentos que a condição humana poderia demonstrar: o medo. Não é atoa que o suor de sangue no Getsêmani, nos mostrou a face humana do Filho do Homem. Entretanto, neste mesmo ato, nos mostrou a total confiança de Jesus aos planos do Altíssimo. Assim, “que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; e, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz” (cf. Filipenses 2,6-8).

As lições neste ato de Amor que Cristo vivenciou, nos mostra que a superação da humilhação, da condenação, do desrespeito, do ódio, do pecado e da morte, não abala a concretização dos desígnios salvíficos de Deus. Afinal, “Cristo é nossa Paz: do que era dividido fez uma unidade” (Ef 2,14a) e não é à toa que a Campanha da Fraternidade Ecumênica 2021 nos convidou e ainda nos convida a vivenciar este tema. Pois o próprio Cristo nos deu o exemplo da paciência, da escuta, da superação do fanatismo, da polarização e da violência. Assim, cabe a nós pararmos com estes “bofetões e cusparadas atuais” que damos no Cristo devido a nossa falta de diálogo, de compromisso pelo bem comum e na falta de amor para a superação de quaisquer adversidades que possam atrapalhar o desenvolvimento mútuo.

Portanto, confiantes em Cristo, sejamos nós tocamos nesta Semana Santa ao ouvirmos o chamado para o compromisso através do diálogo amoroso e testemunhando a unidade na diversidade. E, ao tomarmos a nossa cruz de cada dia, confiemos na misericórdia e no plano de salvação que Deus instaurou a nós.

Saudações em Cristo!

Compartilhe este artigo:
Nome:
E-mail:
E-mail do amigo:
Últimas Notícias
                  
Área do Participante
Esqueceu sua senha? Ainda não tem cadastro? Clique aqui.
Área do Participante
Esqueceu sua senha? Ainda não tem cadastro? Clique aqui.
Esqueceu a senha
Inscreva-se