(31) 3224-2434
(31) 3224-0017
Artigo
            Publicações             Artigos             Não tenhais medo!
Não tenhais medo! 24 de Junho de 2020 Dom Gil Antônio Moreira Artigo dos Bispos
Dom Gil Antônio Moreira
Dom Gil Antônio Moreira Arcebispo Metropolitano de Juiz de Fora - MG
A a     

No evangelho do 12º do Tempo Comum, Ano A, celebrado este ano a 21 de junho, Jesus diz três vezes aos apóstolos: “Não tenhais medo”. Em muitos outros lugares e ocasiões, Ele repetiu esta mensagem, como, por exemplo, na tempestade em alto mar.

Desta vez, contudo, o Senhor está dando instruções, enviando seus discípulos para a missão. Aliás, todo o capítulo 10 de São Mateus é sobre a escolha e o envio missionário dos apóstolos. E, ao mesmo tempo que os escolhe e os envia, Cristo não esconde a verdade e nem a realidade difícil que eles iriam encontrar. No versículo 16, Ele diz: “Eis que vos envio como ovelhas para meio de lobos”.

Tendo em vista o incentivo à coragem indicada por Jesus nesta perícope mateana, poderíamos nos perguntar: o medo não seria importante em nossa vida, para evitar certas situações perigosas?

Na situação atual, por exemplo, quando o mundo inteiro enfrenta a pandemia do Covid-19, não estamos todos envoltos num clima de medo, sujeitos a sermos contaminados, de morrermos ou perdermos um parente com esta doença? Por causa deste medo, nos prevenimos, ficamos isolados em casa, lavamos as mãos e usamos álcool em gel a toda hora. Hoje, com pequenina abertura para as celebrações, podemos colocar 30 pessoas numa igreja onde cabem mais de mil, e tomamos uma série de medidas quase obsessivas para evitar a doença. E ouvimos Jesus dizer: “Não tenham medo!”. Não haveria contradição nisso?

Prestemos bastante atenção no texto do evangelho. Nosso Senhor fala de dois tipos de medo. No versículo 28, Ele afirma: “Não tenhais medo daqueles que matam o corpo, mas não podem matar a alma; teme, antes, aquele que pode destruir a alma e o corpo no inferno”.

De fato, há dois tipos de medo. Podemos chamá-los de ‘medo bom’ e ‘medo mau’. O medo bom é uma virtude: a prudência. Jesus já havia dito aos Apóstolos: “Sede prudentes como as serpentes e simples como as pombas” (Mt 10, 16b)A prudência nos ensina a não arriscar a vida à toa, mas ter a sabedoria para discernir o que é bom e o que é mau. Ela é uma das quatro virtudes cardeais - consideradas as virtudes básicas de todas as demais -, que ainda incluem a Fortaleza, a Justiça e a Temperança, e que estão presentes na Bíblia, no Livro da Sabedoria (cf. Sab 8,7).

Quanto à Prudência, ou seja, o ‘medo bom’, devemos alimentá-lo, tendo os devidos cuidados com a saúde, não abusando da bebida, das drogas, do consumismo desenfreado, da gula. O medo de ofender a Deus, “de não amá-Lo como convém” - como cantamos na missa de Pentecostes -, o medo de não ser fiel à fé, de negar a Cristo na hora do perigo, de não agir com a caridade para com todos, sobretudo com os pobres, são medos legítimos, são a prática da virtude da prudência.

Mas Jesus previne também contra o medo paranoico, o medo irresponsável, o medo hipócrita, o medo paralisante, o medo que trai a missão de propagar e dar testemunho da fé, de ‘proclamar o evangelho pelas ruas e sobre os telhados’, como diz o lema de nosso 2º Sínodo Arquidiocesano, nesta nossa ‘Arquidiocese de Juiz de Fora, uma Igreja sempre em missão’.

Enfim, Nosso Senhor preveniu o Apóstolos ao enviá-los para a missão, pois haveriam de ser perseguidos. A Igreja, por ser o corpo místico de Cristo, sempre será perseguida de várias formas e quem nela caminha não tenha a ilusão de viver tranquilo, sem necessidade de uma hora ou outra mostrar sua coragem, com serenidade e firmeza. Lembre-se todo fiel que Jesus também disse “coragem, eu venci o mundo” (Jo 16, 29-33), e ainda afirmou: “Aquele que perseverar até o fim, este é que será salvo” (Mt 10, 22).

O convite é que sejamos fiéis, pois é a fidelidade a Deus que nos garante a salvação e salva a obra de Cristo que Ele mesmo confiou à sua Igreja, que somos nós. Não tenhamos medo. A obra será sempre do Senhor.

Compartilhe este artigo:
Nome:
E-mail:
E-mail do amigo:
Últimas Notícias
                  
Área do Participante
Esqueceu sua senha? Ainda não tem cadastro? Clique aqui.
Área do Participante
Esqueceu sua senha? Ainda não tem cadastro? Clique aqui.
Esqueceu a senha
Inscreva-se