(31) 3224-2434
(31) 3224-0017
Artigo
            Publicações             Artigos             Nada poderá nos separar do amor de Cristo
Nada poderá nos separar do amor de Cristo 05 de Agosto de 2014 Dom Eurico dos Santos Veloso Artigo dos Bispos Nada e ninguém poderá nos separar do amor de Deus, que está presente em Cristo Jesus, nosso Senhor.
Dom Eurico dos Santos Veloso
Dom Eurico dos Santos Veloso Arcebispo Emérito de Juiz de Fora - MG
A a     

O texto da segunda leitura do décimo oitavo domingo do Tempo Comum se inicia com uma pergunta corajosa: “Quem nos separará do amor de Cristo?” Segue-se uma série de obstáculos ou, se quisermos de consequências que o cristão enfrenta para viver o projeto de Deus. Esses obstáculos são modos de repressão da sociedade injusta que perseguiu Paulo e os cristãos: tribulação, angústia, perseguição, fome, nudez, perigo, espada. Nota-se aí um crescendo que vai da tribulação ao perigo fatal: a morte pela espada. Talvez seja possível detectar as etapas deste processo. As três primeiras marcaram grande parte das viagens de Paulo. O anúncio do Evangelho acarretou-lhe sistematicamente perseguições por causa da Palavra. As duas seguintes (fome e nudez) revelam a situação de Paulo nas constantes prisões que enfrentou. As duas últimas (perigo, espada) apontam para a consciência do fim trágico: cedo ou tarde seu sangue será derramado.

Paulo escreve aos romanos durante sua terceira viagem, em Corinto, quando já se considerava prisioneiro do Senhor

Possuir o Espírito e ser filho de Deus acarreta uma luta constante contra as forças que tentam sufocar o projeto de Deus. Ser cristão é estar em pleno campo de batalha, mas com consciência e atitude de vitorioso: “Em tudo isso somos mais que vencedores, graças àquele que nos amou. Não se trata de aguardar uma vitória futura e distante, mas ser já vencedor, em meio aos conflitos presentes e futuros. A razão disso é o amor de Deus que, em Cristo morto e ressuscitado, venceu definitivamente o poder hostil e injusto. A luta dos cristãos é uma super vitória. A certeza de Paulo é que nada nos poderá separar do amor de Deus:vida-morte são dois extremos e isso mostra que o amor tem força para vencer a morte e renovar a vida para sempre; anjos e soberanias são categorias superiores; nenhuma força superior é capaz de vencer a força do amor; presente e futuro são categorias temporais: não conseguirão anular esse amor; forças, altura e profundidade são energias cósmicas misteriosas e hostis à pessoa: não poderão resistir diante do amor.

Paulo conclui: nada e ninguém poderá nos separar do amor de Deus, que está presente em Cristo Jesus, nosso Senhor.

Compartilhe este artigo:
Nome:
E-mail:
E-mail do amigo:
Últimas Notícias
                  
Área do Participante
Esqueceu sua senha? Ainda não tem cadastro? Clique aqui.
Área do Participante
Esqueceu sua senha? Ainda não tem cadastro? Clique aqui.
Esqueceu a senha
Inscreva-se