(31) 3224-2434
Artigo
            Publicações             Artigos             Deus Existe?
Deus Existe? 29 de Novembro de 2019 Dom Paulo Francisco Machado Artigo dos Bispos Breve exposição da terceira via (prova da existência de Deus) segundo Santo Tomás de Aquino
Dom Paulo Francisco Machado
Dom Paulo Francisco Machado Bispo Diocesano da Diocese de Uberlândia - MG
A a     

No passado, esta pergunta sobre a existência de Deus despertava nas mentes e corações um grande interesse. Hoje, penso que não poucos diriam que fazer tal pergunta é sem sentido, sem nenhum valor “científico”, como também anódina para a sociedade constituída de pessoas maduras que levou para o lixão, não só as deidades – elas morreram, são mitos de um passado ingênuo – e, até mesmo, o Deus cristão que Nietzsche declarou morto, mas não apresentou, até hoje, a sua certidão de óbito.

Arrisco-me, presunçoso que sou, a tratar do tema subindo ao ombro de gigantes: Aristóteles e Santo Tomás de Aquino. Pessoas inteligentes como eles têm uma grande capacidade de perguntar e, no silêncio de uma severa reflexão, buscar respostas profundas para certas questões. Do Santo temos grandes obras, como A Suma Teológica e a Suma Contra os Gentios a trazer resposta à pergunta título deste artigo. Das cinco provas, a quinta foi refutada com razão por Kant, enquanto demonstra a existência de um organizador, um Demiurgo, não de um Deus. Pessoalmente interesso-me pela terceira prova (via) a da passagem do ser contingente ao Ser Necessário.

Enquanto se disser que o universo teve um início, e parece-me que há concordância entre os cientistas neste ponto, o discurso sobre a existência de Deus será significativo, mesmo que este início se distancie cada vez mais de nossos dias ou, que esse início seja a menor partícula, o raio mais invisível para nossos olhos ou para um superacelerador de partículas.

Devo advertir que não falo como cosmólogo, como físico. Não sei operar um telescópio e, muito menos, um acelerador de partículas, faço uso somente de um outro potente instrumento, fundamento de todo o progresso tecnológico e científico: a maravilhosa razão humana. À pura razão não causa espécie afirmar a existência da eternidade do universo, mas para a Ciência atual o universo teve início, quando? – Quinze bilhões de anos, afirma-se hoje. De minha parte, pode ser até cem trilhões de anos. Importa somente que se afirme seu início, isto basta. Só me resta uma explicação, antes mesmo do universo ter início, já existia algo tão especial e poderoso, um Existente, do qual decorren todos os existentes?

Poder-se-ia alegar: “tudo o que existe é sonho”. Um homem poderia desconfiar da existência objetiva dos seres, tudo pode ser um sonho, como fez Descartes, mas ele chegou à conclusão de que o sonho supõe necessariamente a existência do sonhador. A imaginação seria a senhora dos sonhos, sua deusa.

Não trato aqui de como se evoluiu até a vida e a vida humana, aí “são outros quinhentos”. Se um dia tiver tempo razoável de silêncio, longe do barulho a nos cercar e agredir nossos ouvidos e tiranizar nosso coração, pois o conhecimento necessita muito dessa companhia para fazer perguntas e aventurar-se a apresentar respostas, poderei devotar-me a outras breves reflexões sobre a origem da vida e do espírito humano.

Vamos à tentativa de trazer para nossos dias a terceira via de Santo Tomás de Aquino. Uma vez que a Ciência é grande devedora de Pitágoras, a oferecer incenso às sinapses no altar da tabuada, ou dos algoritmos, proponho a questão: “ a soma até o infinito – desculpe-me, porque infinito numérico não tem “até”, mas preciso dessa suposição – é igual a? – “Bingo! ZERO! ”.

Alguém criou um instante, um tempo e lançou nessa sequência um número, pode ser o “1”. Temos então: 000000000000000010000000. Aqui temos o começo dos seres, o nosso início. Quanto ao Ser fundante… Deus sempre existiu.

Compartilhe este artigo:
Nome:
E-mail:
E-mail do amigo:
Últimas Notícias
                  
Área do Participante
Esqueceu sua senha? Ainda não tem cadastro? Clique aqui.
Área do Participante
Esqueceu sua senha? Ainda não tem cadastro? Clique aqui.
Esqueceu a senha
Inscreva-se