Notícias

Província de Montes Claros realiza encontro provincial da Pascom Por Assessoria de imprensa da arquidiocese de Montes Claros 12/06/2018 - Atualizado em 12/06/2018 14h42

Província de Montes Claros realiza encontro provincial da Pascom
A+ a-

“Somos humanos e estamos em construção – A cultura da mídia exerce uma influência cada vez mais direta sobre as pessoas e suas relações. Por isso, é muito importante um encontro como este.  O fato de estarmos aqui, vivenciando e partilhando experiências de comunicação para a comunicação, nos faz pessoas que se preocupam de alguma maneira como a evangelização surte efeito pelos meios de comunicação, valorizando a dignidade da pessoa humana. Fico feliz em ver tão grande número de agentes e expressivos resultados em nossa arquidiocese, sobretudo em nossa província, que neste encontro, fortalece os laços e comunga com esta igreja em saída”.  Foi dessa forma que Dom José Alberto Moura encerrou sua fala no I Encontro Provincial da Pastoral da Comunicação da Província Eclesiástica de Montes Claros.

O encontro aconteceu na Casa de Nazaré, nos dias 9 e 10 de junho. Participaram 132 agentes de comunicação distribuídos nas dioceses: Januária, Janaúba, Paracatu e Montes Claros. O evento surgiu com a necessidade apontada pelos próprios agentes de comunicação para estreitar vínculos, trocar experiências e consolidar a caminhada pastoral já iniciada. De acordo com o Assessor Eclesiástico da Pastoral da Comunicação, Padre Fernando Soares, a partilha com as dioceses da Província serviu para fortalecer o vínculo e promover uma integração maior quanto ao trabalho de comunicação realizado nas comunidades, paróquias e dioceses. Mais de 100 agentes de comunicação participaram do encontro, que também contou com uma significativa participação clerical, 16 padres passaram pelo evento.

Assessorado pelo coordenador da Pastoral da Comunicação do Regional Leste 2 (Minas Gerais e Espírito Santo) da CNBB, Marcus Tullius, somado às participações do  secretário executivo do Regional Leste 2 da CNBB, padre Roberto Marcelino e o jornalista da Rede Record e agente da pastoral, Vinícius Rangel, o trio deu um show de apresentação e alimentou os corações daqueles que desanimados, muitas vezes pela não estrutura encontrada em suas realidades, viram que podem fazer, do seu jeito, a comunicação ser propagada.

Na primeira palestra, padre Marcelino que falou sobre a estrutura e como funciona o Regional Leste 2. Assim, todos puderam entender como de fato está inserida cada diocese e qual seu papel dentro do Regional sobretudo na província.

Ao falar sobre espiritualidade, Dom João Justino apresentou aos participantes situações que são necessárias para desempenhar antes de tudo na igreja, o papel do cristão comunicador. “Para nós comunicadores, devemos pensar na espiritualidade. Não antepor nenhuma palavra às Palavras de Jesus Cristo. A espiritualidade se alimenta pela Palavra de Jesus. Quanto mais crescerem na espiritualidade, melhores comunicadores serão”, pontuou o arcebispo.

Em seguida, Vinícius Rangel, trouxe à tona a realidade de fake news e Redes Sociais. De forma descontraída, levou os agentes que participaram de sua palestra a vivenciarem um outro jeito de fazer comunicação religiosa. “O humor, pode sim imperar nas redes. Porém de forma respeitosa”, afirmou o jornalista.

A mesa redonda composta pelo advogado Danilo Martins, pelo Delegado de Polícia e Diácono Permanente da Arquidiocese, Giovani Siervi, mediada por Marcus Túllius e Vinícius Rangel os quarteto levou ao público, um rico debate sobre os aspectos legais e crimes de internet em época de Fake News nas redes sociais.

No domingo, Marcus Tullius abordou o que é a Pastoral da Comunicação à luz do Diretório de Comunicação e Planejamento Pastoral. Ao iniciar sua fala disse: “A comunicação não é especificidade da igreja. Nós apropriamos de elementos da comunicação para promover uma evangelização de resultados”. Ele antecipou que o guia de implantação de Pascom será lançado em julho, durante o Encontro Nacional, e que ele foi gerado na Arquidiocese de Diamantina como projeto piloto. Este guia é esperado por todos com ansiedade. Finalizou sua fala afirmando que a comunicação gera comunhão. “Se a minha comunicação não gera comunhão, ela não está de acordo com aquilo que se espera da comunicação. É preciso conhecer a realidade para saber do que o povo precisa, é necessário recuperar o espírito colaborativo neste mundo de individualismo, resgatar o senso de pertença”, concluiu.

As coordenações provincial e arquidiocesana agradeceram a presença de todos e propuseram que o encontro aconteça de dois em dois anos e que seja sediado em cada diocese da província em formato de rodízio. Assim, todos podem conhecer a realidade do outro.

voltar
Receba artigos e notícias da CNBB Leste 2 Cadrastre seu e-mail...
Av. João Pinheiro, 39, 2º andar
Boa Viagem, Belo Horizonte - MG
30.130-183   Trace sua rota...


+55 (31) 3224-2434  -  3224-0017
© 2014 - 2017 CNBB Regional Leste 2 - Todos os direitos reservados.